Se tivesse a minha vida para viver outra vez

Se tivesse a minha vida para viver outra vez

Gostaria de cometer mais erros da próxima vez.
Relaxaria mais. Seria mais tola do que fui nesta viagem.
Levaria as coisas de uma forma menos séria. Correria mais riscos.
Subiria mais montanhas e nadaria em mais rios.
Comeria mais sorvetes e menos feijões.
Talvez tivesse mais problemas, mas menos problemas imaginários.
Vê, sou uma daquelas pessoas que viveu sensatamente e ajuizadamente hora após hora, dia após dia.
Oh, eu tive os meus momentos, e se os tivesse outra vez – só momentos, um após ao outro, em vez de viver tantos anos à frente de cada dia.
Fui uma daquelas pessoas que nunca foi a lado nenhum sem um termômetro, um bolsa de água quente, casaco e guarda-chuvas.
Se tivesse que o fazer outra vez, viajaria com menos coisas do que viajei.
Se tivesse que viver a minha vida outra vez, andaria descalça no início da Primavera até ao fim do Outono.
Iria a mais bailes. Passearia mais e apanharia mais margaridas.

Nadine Stair
85 anos
Louisville, Kentucky